sexta-feira, 12 de setembro de 2008

Os "amigos" de Sócrates




Mais uma pérola da política externa deste governo. Depois de demonstrar grandes laços de amizade com Hugo Chávez, de receber Robert Mugabe (cujas atrocidades todos conhecemos) em solo Português. O novo "amigo" de Sócrates é Teodoro Nguema, presidente da Guiné Equatorial que vem ao nosso país para assistir à conferência da CPLP.
Só para dar uma ideia desta personagem, digamos que é considerado pior ainda que Mugabe, sendo conhecido por provir de uma etnia que pratica canibalismo (que ele tornou dominante no país). Na Assembleia (com 100 lugares) dispoe de 99 deputados. Matou a maioria dos seus oponentes políticos (com testemunhos de que comeu, literalmente, alguns deles). É considerado um deus no seu país, tendo por isso o "privilégio" de poder matar quem quiser pois não tem de responder perante ninguém...
Obviamente como presidente de um dos países mais pobres do mundo, é um dos chefes de estado mais ricos do mundo com mais de 600 000 000 de dólares de fortuna pessoal.
Ironicamente José Sócrates só não recebe líderes de nações oprimidas, como o Dalai Lama... Estranho não é?

2 comentários:

Jota disse...

Alex,

a perspectiva com que escreves neste post realmente está certa porque é incisiva e simples! estou completamente de acordo (excepto no Chávez porque esse sabe o que faz e diz.. ADORO O CHAVEZ, se calhar faltam mais como ele..) e de facto sou céptico quanto a África.. é o "continente-mãe" mas não vejo nem tenho esperança em solução! acabou.. África vai auto-exterminar-se! Mas o José Sócrates tem promovido estes encontros não com estes líderes sozinhos mas sim inseridos numa União.. o Dalai Lama também foi uma questão económica.. simplesmente.. e o Dalai Lama também não deve ser um santo assim como o pintam...!! Grande post Alex.. pelo menos alerta! um abração do Jota!

guanostarmie disse...

Nem é preciso dizer mais nada!

beijinhos